Sobre

A Hotels.com, L.P. que opera a Hoteis.com, site de reservas de hotel on-line líder no setor, oferece milhares de estabelecimentos no mundo todo, desde grandes redes de hotéis internacionais e resorts com tudo incluído a famosos estabelecimentos locais e bed & breakfasts. Além disso, a plataforma disponibiliza todas as informações necessárias para reservar uma estadia perfeita. 

Selecionar idioma
Hoteis.com Hotel Price Index™ 2016
  • Os maiores consumidores no Brasil

• Maiores consumidores: Sul-africanos (com R$ 472)
• Maiores poupadores: Equatorianos (com R$ 298)
• Maior aumento nos gastos: Bolivianos (com +11%)
• Maior queda nos gastos: Panamenhos (com -22%)
  • Em 2016, foi registrada uma grande diferença entre os volumes mais altos e mais baixos de nacionalidades, cujos viajantes procuraram acomodações no Brasil, com uma diferença de R$ 174 por noite.
  • Em geral, a maior parte das nacionalidades das quais provinham os viajantes pagou menos para se hospedar no país em 2016 do que em 2015, visto que os preços médios pagos por noite registraram uma queda para viajantes provenientes de 23 países, permaneceram inalterados para visitantes 2 nacionalidades e aumentaram apenas para pessoas provenientes de 12 nações.
  • Os viajantes provenientes do Panamá e Equador puderam se beneficiar das maiores quedas dos preços médios, enquanto os turistas bolivianos e indianos observaram os maiores aumentos nos preços.
  • Em média, os visitantes provenientes da África do Sul pagaram mais por noite, junto com os viajantes provenientes de Singapura e Suíça: os três países com maiores altas nos preços.
  • Cidadãos da Europa, EUA, Ásia, Austrália e América do Sul completaram os 10 primeiros lugares na lista de nacionalidades que pagaram os preços mais elevados. Apesar de uma queda de 15% no preço médio, a Argentina foi a nacionalidade latino-americana mais generosa no que diz respeito a estadias em hotéis no Brasil.
  • No outro extremo da balança, os viajantes da América Latina e Europa apareceram entre os que gastaram menos com hospedagem. Desse modo, visitantes provenientes do Equador, Portugal, Espanha, Itália e Panamá conseguiram esticar o orçamento para uma noite extra de estadia no Brasil.

 

Preço médio pago por noite, por um quarto de hotel no Brasil, em 2016 comparado a 2015, por país/região visitante, em Reais

Navegador desatualizado: atualize seu navegador para visualizar este site corretamente.